Tendinite, Falta de Prazer ao Tocar e Esforço Técnico Excessivo

“Não é o quanto ‘queremos’ ou ‘tentamos’ algo, mas o modo como nossa energia é direcionada, que fará o ‘querer’ ou ‘tentar’ efetivo.”

F. M. Alexander

frederick-matthias-alexander-tecnica-alexander-1024x384

Em minha experiência como estudante e instrutor de guitarra, posso afirmar que provavelmente a falta de prazer ao praticar e a tensão muscular excessiva — a qual não raro acaba levando ao desenvolvimento de tendinites — são alguns dos maiores problemas que a grande maioria dos guitarristas enfrenta ou ainda enfrentará em sua caminhada.

Pensando nisso, pedi à professora Eleni Vosniadou que dividisse conosco um pouco do seu conhecimento. A prof. Eleni é especialista em ensinar o uso correto do próprio corpo para músicos através da miraculosa Técnica Alexander, e, nesse material que criou para o Samurai Guitar, ela nos fala sobre o conceito de corpo integrado, a chave para solucionar todos esses grandes problemas que citei.

Para quem ainda não conhece (espanque-se!), a Técnica Alexander é, grosso modo, um meio para recuperarmos a unidade entre corpo e mente. Ela nos revela hábitos inconscientes de movimentação que dificultam nosso desempenho em tarefas do cotidiano, bem como oferece ferramentas para substituirmos esses hábitos nocivos por outros, mais eficientes e saudáveis.

O impacto do método sobre a qualidade da performance musical é tão grande que, há anos, a técnica é parte do currículo obrigatório dos dois maiores conservatórios de música do planeta, a Juilliard (Nova York) e a Royal College of Music (Londres), responsáveis pela formação dos mais prestigiados concertistas do mundo.

Por isso, você precisa se inscrever nos canais da Eleni (aqui e aqui) e conhecer o curso dela, o Consciência Corporal Para Músicos, onde ela aprofunda esses e muitos outros conceitos, além de acompanhar individualmente cada um dos participantes. Essa é uma oportunidade única para os músicos brasileiros. Simplesmente imperdível.