Entrevista/Bate-papo com Michel Leme pt. 3

Parte 3

Perguntas Realizadas / Assuntos Abordados

1 – Você estava falando de criar música improvisada interagindo com outros músicos. O sucesso dessa fórmula depende muito das pessoas envolvidas. Quais dicas você poderia dar para os estudantes deixarem o ego de lado e tocarem para a música, e não para si mesmos? (01:00)

2 – Na sua opinião, quais são aquelas coisas que, se o cara não praticar diariamente, ele se arrependerá disso na hora que pisar no palco? (08:43)

3 – Se ouvíssemos o Jim Hall tocando a mesma música em 10 noites consecutivas, escutaríamos 10 performances diferentes… por quê? (13:25)

4 – Essa capacidade de reinterpretar uma mesma peça de tantas formas diferentes denota um conhecimento mais profundo da composição. Como o estudante de música pode aprender as músicas dessa forma mais profunda? (16:20)

5 –  Tocar de maneira puramente cerebral/intelectual, além de muito chato, acaba sendo uma impossibilidade técnica para o instrumentista, porque durante a performance não dá tempo de tomar todas as decisões em nível racional e ao mesmo tempo manter a espontaneidade que vemos nos grandes mestres. (19:25)

6 – O ritmo é um elemento da música que é excluído da parte didática da guitarra: fala-se muito em escalas e em harmonia, mas muito pouco sobre ritmo. Você concorda? (27:15)

7 – Quais livros (e filmes) ajudaram você a construir sua maneira de ver a vida, a música e etc.? (30:25)

Referências Citadas

(Clique nos nomes para saber mais.)

Donna Lee, standard de jazz composto em 1947 por Miles Davis, mas normalmente atribuído a Charlie Parker.

Carl Jung, psiquiatra e psicoterapeuta suíço, fundador da psicologia analítica.

Luiz Mello, pianista brasileiro.

Inayat Khan foi um músico e filósofo místico indiano. É tido como a primeira pessoa a levar o Sufismo ao Ocidente.

Pensativa, standard de bossa nova jazz composto por Clare Fischer e originalmente gravado em 1962.

Prince of Darkness, tema composto por Wayne Shorter e originalmente gravado em 1967.

Cantaloupe Island, um standard de jazz do compositor Herbie Hancock e originalmente gravado em 1964.

Tao Te Ching (道德經, comumente traduzido como O Livro do Caminho e da Virtude), uma das mais conhecidas e importantes obras da literatura da China. Foi escrito entre 350 e 250 a.C. Sua autoria é, tradicionalmente, atribuída a Lao Tse (literalmente, “Velho Mestre”).

A Poética Musical em Seis Lições, livro escrito por Igor Stravinsky, no qual expõe seus conhecimentos sobre o fenômeno e a composição da música, a tipologia musical, os avatares da música russa e a performance.

O Caminho para a Música Nova, livro escrito por Anton Webern e vergonhosamente quase indisponível no Brasil.

Federico Fellini, cineasta italiano.

Ingmar Bergman, dramaturgo e cineasta sueco.

O Sétimo Selo (1956), filme de Ingmar Bergman. Sinopse: Após dez anos, um cavaleiro retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela Peste Negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e, enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora. Objetivando ganhar tempo, convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com ela ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo, e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

A Fonte da Donzela (1960), filme de Ingmar Bergman. Sinopse: Cristãos fervorosos, os pais de uma menina de 15 anos a encarregam de levar velas à igreja do vilarejo. No caminho, abordada por dois pastores, a menina é estuprada e morta. Por ironia, ao cair da noite, seus assassinos vão buscar abrigo na casa de seus pais que, ao descobrirem o triste destino da filha, só pensam em vingança.

O Homem e seus Símbolos, livro escrito por Carl Jung et al.

Parte 1

Disponível aqui.

Parte 2

Disponível aqui.

Acesse: https://michelleme.com

masakatsu

2 pensamentos sobre “Entrevista/Bate-papo com Michel Leme pt. 3

  1. Pingback: Entrevista/Bate-papo com Michel Leme pt. 2 | Samurai Guitar

  2. Pingback: Entrevista/Bate-papo com Michel Leme pt. 1 | Samurai Guitar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s