Segredos Amorosos Marcianos 3: Simulando um Estado de Experiência (Steve Vai)

(Parte 3 de 7. Originalmente publicado em abril de 1989, na revista Guitar Player norte-americana.)

Quanto mais você for capaz de identificar e expressar sua personalidade interior, mais respeito dará ao instrumento de expressão — sua guitarra. Se começar a identificar mais seus diferentes estados de espírito, você terá novos insights sobre a sua maneira de tocar. Sua música terá diferentes características: diversão, tristeza, perversidade, pureza ou o que for. Tocar guitarra, no fim das contas, é uma coisa muito pessoal.

Se você sente que está apenas tocando coisas sem sentido na guitarra ou que não evolui, aqui está um exercício que ajudará a melhorar seu relacionamento com o instrumento. Pense nos últimos dias e divida-os em uma série de eventos individuais. Escolha um desses eventos e relembre-o novamente algumas vezes. Suas emoções provavelmente mudarão à medida que você sentir esse estado de espírito de novo. Então, construa uma situação musical que reflita esse estado. Pode ser um acorde, uma progressão, uma frase, uma melodia, um efeito sonoro, uma sonata completa ou apenas uma única nota.

Se você estiver completamente imerso nesse estado de espírito, isso refletirá na sua maneira de tocar guitarra. É aqui que entra o poder mágico da música. Tomemos, por exemplo, um acorde simples: uma construção de notas sendo percutidas, palhetadas ou dedilhadas de determinada forma pode representar um estado de espírito. Comece imaginando o tipo de acorde que você acha mais adequado ao estado de espírito em que se hipnotizou. Uma vez que ouvir esse acorde em sua cabeça, tente construí-lo na sua guitarra. Se sentir que está perdendo de vista seu objetivo, reproduza novamente o evento em sua cabeça e imagine o som do acorde outra vez. Quando achar que tem uma estrutura harmônica que representa o seu estado de espírito, toque-a repetidamente, mantendo sua mente fixa no evento que você está emulando (como fizemos em Segredos Amorosos Marcianos Parte 2). Sua maneira de tocar guitarra, e talvez até mesmo o acorde em si, pode mudar para se adequar mais precisamente ao seu ambiente mental.

Em seguida, tente encadear alguns acordes juntos para ajudar a representar o seu estado de espírito. Eles podem ser simples ou complexos, familiares ou desconhecidos. Há uma progressão de acordes que corresponde a cada experiência humana que aconteceu ou acontecerá. Com isso em mente, você provavelmente não ficará sem ideias.

Agora tente tocar um riff, uma única nota ou uma melodia que reflita os eventos em sua mente. Quando você encontrar algo satisfatório, continue repetindo-o junto com o evento percorrendo na sua cabeça. Lembre-se, encontrar um tempo e um groove para o seu estado de espírito é importante — é um dos maiores fatores de expressão. Todos nós sabemos como grooves diferentes fazem a gente se mover e se sentir de maneiras distintas.

Por fim, você vai notar que sua maneira de tocar muda um pouco de acordo com o seu estado de espírito. A ponte entre o que você toca e o seu pensamento ficará cada vez menor, até você se sentir um só com o seu instrumento. É muito especial quando isso acontece. É preciso trabalho, disciplina, concentração e paciência, mas, às vezes, acontece quando você nem sequer percebe (e é importante não ficar estressado caso não aconteça).

Sempre que você tocar esses acordes, eles terão um significado muito maior do que antes, quando você os tocava sem pensar. Coloque tudo isso em uma peça musical e ela será muito poderosa.

No entanto, tenha cuidado: Ao escolher um evento passado, presente ou futuro para se concentrar, escolha uma variedade de estados emocionais. Nem sempre tem que ser uma emoção forte como tristeza, raiva, frustração, felicidade ou alegria; Pode ser apenas um pensamento ou uma impressão. Algumas pessoas pensam muito sobre os eventos negativos em suas vidas. Se você faz isso frequentemente, a sua maneira de tocar refletirá emoções frustradas, retorcidas, ansiosas, e você atrairá esse tipo de pessoas para sua vida. Por outro lado, se você emular uma grande variedade de eventos, ficará ansioso para tocar esse instrumento maravilhoso, e as pessoas vão perceber suas visões.

Você provavelmente experimenta milhares de estados mentais a cada dia, mais do que há adjetivos para descrever. Digamos que você não comeu por oito horas e alguém lhe entregou uma deliciosa maçã, gelada, madura, NHAC! Você pode experimentar muitos estados mentais nesses poucos momentos: a fome, o pensamento do que comer, seus sentimentos em relação à pessoa antes e depois de ela lhe dar a maçã (coloridos por sua fome), o pensamento “Sim, é isso mesmo; Essa maçã já era! “, o ato de morder e a sensação do sabor, o ato de engasgar, tossir e cuspir a maçã porque você estava com tanta fome que não a mastigou direito, ou a vergonha de ter maçã mastigada por toda a camisa da pessoa que a deu a você — Eu sei lá!

Mas todos esses são sentimentos legítimos a partir dos quais trabalhar. Você pode aplicar qualquer um desses estados de espírito para este exercício. Por exemplo, eu tenho o acorde perfeito para cuspir a maçã:

Esta técnica pode ajudá-lo em momentos difíceis em sua vida, e as pessoas se identificarão. Ela é muito poderosa em suas sugestões, e é aí que a magia da música aparece novamente. A intensidade desse poder vem de você. Quando emana esse estado de espírito forte, você comove as pessoas. A direção na qual irá movê-las depende inteiramente de você. Lembre-se, seu instrumento é apenas madeira e cordas. Você tem que escolher qual tipo de feiticeiro será. Recomenda-se precaução. Ouça o seu coração, e você tocará com ele.


Samurai Guitar

Tradução: Tales Bernardi

Revisão: Augusto Roza

Link para o original: http://www.vai.com/part-three/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s