O Uso de Si Mesmo

“As pessoas não decidem seu futuro: elas decidem seus hábitos, e os hábitos decidem seu futuro.”

– F. M. Alexander

pa_fmalexander

F.M. Alexander era um ator e declamava poesias, até que, inexplicavelmente, passou a perder a voz, muitas vezes no meio das apresentações. Após ir a diversos médicos que jamais encontraram uma explicação — muito menos a solução — para sua condição, ele decidiu investigar e resolver seu caso ele mesmo. Depois de muito estudo, o que Alexander descobriu é que havia uma “maneira” como ele usava seu próprio corpo, e que estava presente em todas as atividades que realizava. Ele chamou isso de “uso habitual de si mesmo”, ou seja, o modo default como cada indivíduo usa o próprio corpo. No seu próprio caso, Alexander observou que o simples desejo de declamar era o bastante para fazer esse uso entrar em ação. O problema, para o ator, é que esse uso habitual o estava fazendo perder a voz e o impedia de falar. Mesmo ciente disso, bastava a mais rápida ideia de falar passar pela sua cabeça que seu corpo reagia pondo em ação tal mecanismo. Continuar lendo